A Fonte das Musas

No post “O Momento Decisivo” disse que uma boa fotografia não depende só de apanhar um determinado momento mágico em que tudo se conjuga, é preciso também saber reconhecer esse momento e conseguir capturá-lo com a máquina fotográfica.

Quis com isto, essencialmente, dizer que uma boa foto não deve nunca ser atribuída só à sorte. É no entanto inegável que certos momentos dificilmente se repetem e é, por vezes, uma sorte estar no lugar certo, na altura exacta.

Foi o caso deste momento:

Fonte das Musas, Setúbal

Depois de uma das minhas sessões fotográficas à beira do rio Sado, já estava a voltar para casa quando o pôr do Sol iluminou esta nuvem. A minha ideia, neste caso, foi que fotografar apenas a nuvem resultaria numa foto possivelmente engraçada, mas completamente desinteressante artisticamente. procurei então algo que pudesse colocar em primeiro plano, acrescentando interesse à composição. Escolhi então uma das estátuas da Fonte das Musas, na Avenida Luísa Todi.

A conjugação dos dois elementos resultou numa composição mais interessante e equilibrada, e consequentemente mais forte que a resultante numa fotografia em que qualquer deles aparecesse em separado.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Análise Foto, Setúbal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s